“O aumento [nas queimadas] é de quase 200%, levando em

conta que em 2019 já teve aumento de mais de 320% em relação

a 2018. Em 2020 o número de focos já ultrapassou qualquer outro

ano que tínhamos registrado na série histórica, desde 1998”

-

COORDENADOR SUBSTITUTO DO PROGRAMA DE QUEIMADAS DO INSTITUTO NACIONAL

DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE), ALBERTO SETZER

Agência Câmara de Notícias

Cadastre-se para receber mais informações sobre os talks.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.